Domingo

Concentração de fé
7h, 9h30, 15h, 18h

Segunda-Feira

Congresso dos Vencedores
7h, 10h, 15h, 18h e 20h

Terça-Feira

Limpeza Espiritual
7h, 10h, 15h, 18h, 20h

Quarta-Feira

Reunião da Salvação
7h, 10h, 15h, 18h, 20h

Quinta-Feira

Reunião da família
7h e 10h

Terapia do amor
15h e 20h

Sexta-Feira

Corrente da Libertação
7h, 10h, 15h, 18h, 20h

Sábado

Reunião dos Impossíveis
7h, 12h

Força jovem
19h

Santa Ceia

A Santa Ceia é a cerimônia mais importante dentro do cristianismo; ela não é apenas um símbolo da participação do corpo e do sangue do Senhor, ela realmente é uma participação física de um Senhor espiritual com a finalidade de fortalecer a Igreja física e espiritualmente, relembrando a morte do Senhor até que Ele venha. Além disso, a santa ceia serve para uma renovação dos votos de aliança com Deus através do sangue do Senhor Jesus.

O pão e o cálice, elementos da mesa, simbolizam o corpo e o sangue de Cristo, a Nova Aliança. Durante a Santa Ceia, as pessoas renovam a fé, edificam a vida espiritual e alicerçam a comunhão com o Espírito Santo.

Todos que desejam uma renovação na vida espiritual e também estreitar sua comunhão com Deus devem participar do corpo e do sangue de Jesus, representados pelo pão e o suco de uva.

“Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei, isto é o meu corpo. A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da [nova] aliança, derramado em favor de muitos, para a remissão de pecados.” Mateus 26:26-28

Não basta somente participar da Santa Ceia, é preciso também entregar a vida nas mãos de Deus, isto é, de corpo e alma. A decisão de compartilhar o corpo e o sangue de Cristo deve ser tomada com toda reverência, pois traz à lembrança o sacrifício do Senhor Jesus pela humanidade.

“Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice; pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si. Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem.” 1 Coríntios 11:28-30